Viu como se Faz
Viu como se Faz é um projeto colaborativo que visa construir e compartilhar artigos com instruções passo-a-passo | instruções e dicas em diversos assuntos.

Como fazer Migração de MEI para ME

- Anúncio -

Você é dono de uma microempresa e acha que chegou a hora de fazer a migração de MEI para ME?

Essa é uma das migrações mais comuns nas classificações de empresas, por se tratar de microempresas.

Mas, muitas pessoas ainda possuem muitas dúvidas em relação a essa troca e quando, e se, ela é necessária.

Por isso, separamos aqui tudo que você precisa saber sobre MEI, ME e a migração, incluindo como fazê-la.

Portanto, continue lendo esse artigo para acabar com as suas dúvidas de uma vez por todas.

Migração de MEI para ME

Muitas pessoas quando resolvem abrir um negócio, acabam registrando a sua empresa com MEI, ou seja, Microempreendedor Individual.

Pois, é a categoria que mais se encaixa em empreendimentos que estão começando e geralmente possuem poucas pessoas envolvidas.

Mas, com o tempo, a sua empresa cresce e muitas pessoas acabam fazendo a migração de MEI para ME.

Entretanto, qual é a diferença? Como você sabe se deve ou pode fazer essa migração? São muitas as diferenças entre esses dois tipos de empresa.

Para ser MEI, você deve ser um microempreendedor individual, ou seja, você deve atuar por conta própria, ser o dono do próprio negócio.

Portanto, não pode ter sócios ou parceiros, deve ser um autônomo praticamente, podendo ter apenas um funcionário. Além disso, deve ter um faturamento anual de R$ 81 mil no máximo.

- Anúncio -

Esse registro torna possível a emissão de um CNPJ para a sua microempresa e, com isso, você pode emitir notas fiscais eletrônicas.

Por ser uma microempresa a sua carga tributária é menor que os demais tipos de empresas, e é feito apenas um recolhimento.

Mantendo o pagamento em dia, o MEI pode usufruir de todos os direitos trabalhistas que um trabalhador tem, além de ser isento de alguns impostos.

Mas, então, o que seria o ME? É uma microempresa que tenha um faturamento anual de no máximo R$ 360 mil.

Portanto, o ME não é visto mais como empreendimento individual e sim um micro empreendimento, fazendo com que os processos sejam mais burocráticos. Pois, há a necessidade de um contrato social.

A microempresa pode ter diversos funcionários, não há nenhuma limitação. Mas, por ser mais complexa, necessita de um contador para tratar da gestão financeira.

É possível migrar de MEI para ME?

É possível migrar de MEI para ME?

Não só é possível, como é recomendado e até mesmo obrigatório em alguns casos. Pois, como foi falado, são muitas as diferenças entre os dois tipos.

Com isso, se você tinha um MEI, mas a empresa cresceu, e os seus lucros estão acima do lucro máximo do MEI, você é obrigado a trocar.

Além disso, as vezes o lucro nem está tão alto assim, mas você necessita de mais funcionários, o que se encaixaria em um ME e não MEI.

Portanto, quando uma dessas coisas acontecer, você deve solicitar um novo enquadramento.

- Anúncio -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais