Como pedir o cartão do Auxílio Brasil

Gradualmente, os novos cartões do Auxílio Brasil estão sendo disponibilizados aos beneficiários do programa. Com o novo cartão, os beneficiários podem realizar as compras no débito e até realizar três transferências ao mês, para outros bancos e sem o acréscimo de taxas.

Porém, muitas pessoas ainda não sabem ou não possuem certeza sobre como pedir o cartão do Auxílio Brasil. Portanto, se esse for o seu caso e você deseja compreender ainda mais informações, mantenha-se na leitura e confira o artigo a seguir.

O que é o benefício

Criado com o intuito de substituir o Bolsa Família, que auxiliava os brasileiros mais vulneráveis desde 2003, o Auxílio Brasil é um programa social do governo.

Na prática, ele pode ser considerado similar ao programa anterior e, inclusive, é destinado às mesmas pessoas.

Ele consiste em diferentes políticas públicas para assistência social e possui nove diferentes modalidades do benefício em si, atuando nas áreas de educação, renda, saúde e emprego,

O que é o cartão do auxílio Brasil?

A princípio, o cartão do Auxílio Brasil é o que faz com que os beneficiários conseguem possuir acesso ao dinheiro disponibilizado pelo governo.

De modo gradual, os beneficiários do Auxílio Brasil recebem uma nova versão do cartão em que não possui um chip para a função de débito e não apenas para a tarja magnética.

Aliás, torna-se possível que os beneficiários possam realizar as compras e ainda acompanhar e movimentar a conta, controlando as despesas e possibilitar os pagamentos e saques totais ou íntegros do benefício.

Como funciona o cartão do Auxílio Brasil?

Basicamente, o novo cartão do Auxílio Brasil funciona através de uma conta poupança totalmente digital (Caixa Tem).

Além de permitir sacar o valor completo do benefício, possibilita que os beneficiários façam compras em muitos estabelecimentos que usam a função de débito.

Há a possibilidade de realizar até dois saques por mês e em terminais de autoatendimento, lotérica ou os caixas eletrônicos e ainda fazer até três transferências ao mês para outros bancos, sem tarifas a mais.

Quem possui o direito?

De acordo com as informações do site do Ministério da Cidadania, cerca de 6,6 milhões de famílias que ingressaram no programa desde novembro do ano passado irão receber novos cartões.

Para os primeiros envios do cartão, a prioridade é pelas pessoas em que vivem em municípios que não apresentam nenhum ou escassos canais de pagamento da Caixa.

Além disso, torna-se importante salientar que a entrega é gradativa, ou seja gradualmente cada família recebe os cartões.

Afinal, Como pedir o cartão do Auxílio Brasil?

A princípio a Caixa Econômica Federal é a principal responsável pela produção dos cartões e pelo atendimento dos beneficiários.

Além disso, quem já está cadastrado no Auxílio Brasil não possui a necessidade de pedir pelo novo cartão, sendo que o envio será automático.

Ademais, aqueles que não recebem podem seguir o saque de benefícios com o cartão do Bolsa Família.

Como desbloquear o cartão?

Para efetuar o desbloqueio do cartão, torna-se necessário ligar ao atendimento Caixa Auxílio Brasil, através do telefone 111.

Ao momento da ligação, é preciso que os beneficiários possuam em mãos o cartão do benefício, o número do NIS, carteira de identidade e o CPF, visto que estes podem ser solicitados pela Central de Atendimento.

Aliás, após concluir a ligação, o beneficiário deve ir a uma unidade lotérica ou agência da Caixa e apresentar o documento de identificação para o final do procedimento.

Há a possibilidade de rastrear o envio do cartão?

Sim, para o rastreio do envio do novo cartão, o beneficiário pode ligar para a central de atendimento da Caixa, através do número 4004-0104 (para capitais e as regiões metropolitanas) ou 0800-1040104 (para as demais regiões).

Caso você desejar optar por um atendimento presencial, o beneficiário deve ir ao Centro de Referência de Assistência Social ou as agências da Caixa.

Cadastramento da senha

Cada cartão requer o uso de um código de segurança para evitar fraudes e saques indevidos. A novidade é que a PIN do novo cartão Auxílio Brasil deve ser cadastrada por meio do aplicativo da Poupança Social Digital Caixa Tem.

Essa decisão foi tomada para facilitar o processo para o beneficiário sem exigir que ele saia de casa. Portanto, veja o passo a passo:

  • Em primeiro lugar acesso aplicativo Caixa Tem;
  • Selecione a opção “Auxílio Brasil”;
  • Por fim, clique em “criar senha do cartão.

Empréstimo para o Auxílio Brasil

Primeiramente, com a sanção presidencial para o consignado Auxílio Brasil, tornou-se permitido o desconto com até 40% do valor do benefício para o pagamento de consignados.

Além disso, os beneficiários que recebem R$400 de Auxílio Brasil, podem comprometer até R$160 do benefício para a contratação de seu empréstimo.

Porém, entre agosto e dezembro de 2022 o valor é de R$600 ou seja, o limite da margem consignável durante esses meses será de R$240.

Aliás, vale lembrar que a partir de janeiro de 2023, o Auxílio Brasil voltará a pagar R$400, como já havia sido informado pelo Ministério da Economia, em uma proposta de orçamento ao próximo ano.

Desta forma, o empréstimo consignado do Auxílio Brasil está liberado para todos os beneficiaras do programa social.

Considerações importantes

O que o beneficiário pode fazer é manter seu cadastro no CadÚnico atualizado. Mudanças de endereço, número de telefone ou composição familiar são essenciais e devem ser seguidas de perto.

As atualizações cadastrais podem ser feitas pelo site ou aplicativo do Cadastro Único. A plataforma recentemente reestruturada oferece os seguintes serviços:

  • Consultoria CPF;
  • consulta simples;
  • consulta completa;
  • Pré-cadastro;
  • Prova de registro;
  • Renovar o cadastro confirmando;
  • meus benefícios;
  • Estação de serviço.

Assim, para atualizar os dados, basta apenas apresentar os documentos pessoais do titular da família e de todos os membros da mesma casa, sendo os mesmos durante a inscrição.

Aliás, a atualização ocorrer de modo obrigatório a cada dois anos, ou para o momento em que houver mudança na estrutura familiar, como renda, endereço, telefone, nascimento e morte.

Conclusão

Contudo, por se tratar de um benefício disponibilizado pelo Governo, torna-se fundamental se manter atento por todo o processo. Assim, irá garantir uma melhor organização. Obrigado pela leitura e até mais!

ARTIGOS RELACIONADOS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

MAIS POPULARES