Diferenças entre: Interruptor Diferencial, Sensor, Transmissor e Transdutor

Tipicamente, os termos e definições para sensores de pressão, interruptores, transdutores e transmissores são utilizados de forma intercambiável, independentemente dos seus verdadeiros significados e diferenças. Os significados exatos variam de fonte para fonte, causando incompreensão e utilização indevida dos termos, mas conseguir identificar inconsistências pode ajudá-lo a decidir se deve utilizar um interruptor de pressão ou sensor de pressão.

Leia o seguinte guia para conhecer as diferenças entres estes pequenos, mas importantes dispositivos e as suas utilizações:

O que é um Interruptor Diferencial e Como Funciona?

Um interruptor diferencial, também conhecido como interruptor de pressão é um dispositivo eletromecânico ático que controla a pressão no sistema para garantir a segurança e funcionamento adequado da máquina. Os interruptores diferenciais operar ao abrir e encerrar um circuito que alimenta um sistema, tal como uma bomba, quando um determinado nível de pressão é atingido. 

À medida que a pressão no sistema seja excedida, ou inferior aos níveis especificados, o dispositivo é acionado, permitindo a abertura ou encerramento do contacto para proteger o sistema contra o excesso de pressão, ou pressão insuficiente.

Os interruptores de pressão são tipicamente utilizados em aplicações com sistemas sob pressão, onde a segurança é vital. Por exemplo, a boca de um poço de petróleo encontra picos de pressão extremamente elevada, e se pressão for demasiado alta, existe potencial para a ocorrência de um rebentamento. O interruptor de pressão neste tipo de aplicação é utilizado para acionar o sistema de prevenção de rebentamento, diminuindo a pressão no dispositivo quando esta exceder o nível pré-estabelecido. 

O que são Sensores, Transmissores e Transdutores Diferenciais?

Por outro lado, sensores, transmissores e transdutores diferenciais, são dispositivos eletromecânicos utilizados para medir a pressão, mas em vez de funcionarem como sistema de alerta e medida de prevenção, estes dispositivos apenas exibem a leitura do nível de pressão num local remoto. Ao contrário dos interruptores diferenciais, os sensores, transmissores e transdutores diferenciais não possuem uma funcionalidade integrada de operação mecânica.

Estes dispositivos são mais flexíveis, comparativamente aos interruptores diferenciais. Os sensores, transmissores e transdutores diferenciais podem ser utilizados para medir a eficiência dos sistemas de pressão e controlar operações industriais, de segurança ou no espaço aéreo, tais como bocais ou escapes, ou misturas químicas ou combustíveis.

Quais são as Principais Diferenças entre Sensores, Transmissores e Transdutores Diferenciais?

Embora os sensores, transmissores e transdutores diferenciais possam servir o mesmo propósito, estes dispositivos são criados para uma variedade de aplicações. Abaixo seguem as especificações de cada dispositivo:

  • Sensores Diferenciais

O sensor diferencial pode ser um transmissor diferencial ou transdutor diferencial. “Sensor” é um conceito geral que engloba transmissores, transdutores e dispositivos de deteção no âmbito destas classificações. Ambos os transdutores e transmissores são sensores, mas nem todos os sensores são transdutores ou transmissores.

  • Transmissores Diferenciais

Os transmissores incluem um dispositivo eletrónico complexo e sofisticado, constituído por microcontroladores, com programação pormenorizada de software e firmware. O sistema eletrónico com protocolos de comunicação (HART, Modbus, etc.) aprovados pelas indústrias, têm várias funções ajustáveis, tais como a reorganização, restauração a zero e amortecimento (damping). 

  • Transdutores Diferenciais

Embora os transdutores possam incluir sistemas eletrónicos e placas de circuito impresso, os seus componentes são bastante mais simples e não existe qualquer programação de software ou firmware. Produz tensão ou corrente compensada com base na temperatura, como resposta a mudanças de pressão. Ao contrário dos transmissores, produz apenas um sinal analógico.

Considerações de Custo

Finalmente, ao decidir entre interruptores e sensores diferenciais, deve considerar o custo total associado. Devido à sua adaptabilidade e flexibilidade, os sensores diferenciais (transmissores e transdutores) aparentam serem ligeiramente mais dispendiosos para fabricar, comparativamente aos interruptores diferenciais. 

Sensores diferenciais extremamente precisos e consistentes podem custar, em alguns casos, cerca de 800 a 900 euros, enquanto os interruptores diferenciais mais caros custam apenas metade deste valor, normalmente.

Embora os interruptores e os sensores diferenciais consigam alcançar os meus objetivos, a forma como o fazem é completamente diferente. Os interruptores diferenciais são utilizados em sistemas para garantir a estabilidade da máquina e dos seus operadores, enquanto os sensores transmitem meramente uma leitura do nível de pressão num local remoto. 

De qualquer forma, devido à sua flexibilidade, sensores diferenciais – transmissores e transdutores – podem ser utilizados para um vasto número de diferentes aplicações, apesar de serem uma solução mais dispendiosa, comparativamente aos interruptores diferenciais.

É aconselhável consultar um especialista antes de tomar a sua decisão final. Pode ajudá-lo a compreender melhor os diferentes aspetos técnicos de interruptores e sensores diferenciais, e recomendar a opção mais adequada de acordo com o propósito!

ARTIGOS RELACIONADOS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

MAIS POPULARES