Para Que Serve Exame Grafotécnico? Descubra Agora Mesmo!

0
52

Com certeza você já tenha ouvido falar sobre, mas, você realmente sabe para que serve o exame grafotécnico?

Sem dúvida, essa área de atuação tem se tornado bastante popular nos dias atuais devido a demanda por profissionais especializados nessa área que tem se tornado cada vez maior.

Basicamente, o trabalho de um perito grafotécnico(veja) consiste em averiguar minuciosamente documentos e assinaturas, com o objetivo de descobrir se a assinatura é fraudulenta, alterada, entre outras possibilidades de fraude.

Assim sendo, caso tenha ficado interessado para saber um pouco mais para que serve, como é feito, e quanto custa um exame grafotécnico, então, continue lendo esse conteúdo!

Para que serve o exame grafotécnico?

Infelizmente, vivemos em um cenário no qual muitos indivíduos pensam em se aproveitar de outras pessoas e tirar vantagem sobre determinadas situações.

Esses indivíduos inescrupulosos encontram diversas maneiras para isso, sendo a fraude um dos métodos mais comuns.

Eles podem fraudar uma assinatura, seja em algum contrato, cheques e qualquer tipo de documento.

Isso pode ocorrer com uma frequência maior do que muitos imaginam, e absolutamente ninguém está isento de, algum dia, passar por uma situação semelhante.

A escrita de cada pessoa é considerada singular, quase como uma impressão digital. Ou seja, cada pessoa possui a sua forma única de escrever.

Por mais que outro indivíduo possa tentar copiar, e mesmo que esteja bastante semelhante, é humanamente impossível fazer uma falsificação extremamente perfeita.

No entanto, é preciso de um profissional especializado para averiguar a autenticidade da assinatura.

A partir dessa premissa, surgiu o exame grafotécnico, ou, perícia grafotécnica, como também é conhecido.

Desse modo, o exame grafotécnico serve justamente para analisar detalhadamente uma assinatura e determinar se é fraudulenta ou não.

Como dito anteriormente, a demanda por profissionais especializados nessa área tem crescido bastante.

Principalmente entre ambientes corporativos, em tribunais, e até mesmo em contextos mais pessoais.

Logo, pode ser considerado com uma resposta natural devido ao aumento de assinaturas falsificadas.

Portanto, podem existir diversas situações nas quais a autenticidade de uma assinatura precisa ser validada.

O trabalho do perito grafotécnico consiste em examinar minuciosamente a grafia de assinaturas, entre outros tipos de escrita manual.

Mas, além disso, o exame grafotécnico também serve para as seguintes situações:

  • Identificar se a escrita foi feita por coação;
  • Recuperar documentos que foram danificados;
  • Identificar fraudes;
  • Verificar alterações em documentos;
  • Detectar a autoria de assinaturas, documentos, e etc…

Como é feito o exame grafotécnico?

Os profissionais especializados nessa área, foram devidamente treinados para realizar suas funções.

Assim sendo, possuem uma variedade de ferramentas tecnológicas para ajudá-los no processo de análise, que por sua vez, é um processo técnico e demorado que exige paciência, dedicação e um conhecimento profundo sobre a atividade.

A imagem condutora formal é algo que existem na caligrafia, pois, como dito anteriormente, cada pessoa possui sua escrita própria, sendo considerada como a identidade gráfica.

No entanto, esse gesto gráfico não está sob o controle dos membros, mas sim pelo próprio cérebro, que executa os movimentos inconscientemente, ao passo que o membro escritor, apenas obedece a ordem que lhe foi atribuída.

Desse modo, o gesto gráfico é impossível de ser falsificado, mesmo que uma pessoa tenha feito uma assinatura parecida com o de uma outra pessoa , os cérebros são diferentes e, portanto, os comandos também serão. Haverá detalhes que entregarão a falsificação.

Portanto, ao examinar a autenticidade da grafia de uma pessoa, é necessário levar em conta uma gama de fatores.

Alguns desses fatores levam em consideração a idade da pessoa, o tipo de tinta utilizada, condições psicológicas, firmeza, pressão e qualidade da escrita sobre o papel.

Esses detalhes, além de muitos outros, podem alterar a forma como as palavras são escritas. Logo, esses são os detalhes fundamentais para analisar o gesto gráfico de cada indivíduo, bem como suas particularidades.

Além disso, vale ressaltar que uma pessoa pode escrever duas letras minimamente diferentes, portanto, duas assinaturas exatamente iguais, é possível afirmar que uma delas é falsa.

Enfim, as assinaturas e documentos analisados por meio dos exames grafotécnicos são submetidos a uma variedade de diferentes processos aprofundados que possuem as suas determinadas especificações.

O examine grafotécnico analisa uma série de fatores

Assim sendo, geralmente os exames são realizados por meio de comparações, onde alguns fatores predominantes serão minuciosamente analisados, incluindo:

  • O espaço entre as letras, palavras e linhas;
  • A inclinação de eixos e caracteres;
  • A dimensão e a proporcionalidade da grafia;
  • Os ângulos e setores curvos na formação de cada letra;
  • Comportamentos gráficos, incluindo direções e distâncias entre linhas.

Apesar desses fatores serem os mais utilizad os durante o processo, eles são apenas alguns exemplos, ao passo que existem diversos outros métodos para determinar a autencidade de uma assinatura ou documento.

Pois, o exame grafotécnico é, sem sombra de dúvida, um procedimento bastante meticuloso, que exige especialização, paciência, dedicação e competência.

Quanto custa um exame grafotécnico?

O custo de um exame grafotécnico tende a variar dependendo de diversos fatores, como por exemplo

  • O grau de dificuldade do trabalho;
  • O tempo que o profissional trabalhou até o laudo ser emitido;
  • As ferramentas e tecnologias usadas durante o processo;
  • Se o perito é judicial ou extrajudicial;
  • Entre outros fatores.

Assim sendo, considerando um exame grafotécnico em assinaturas simples, que foi realizado por um perito que trabalha para a justiça, o valor pode custar em torno de 2 mil reais.

No entanto, o valor de um exame pode chegar até 20 mil reais dependendo do trabalho em questão.

Desse modo, apesar de não possuir um salário fixo, o profissional geralmente ganha bem por cada trabalho realizado.

Conclusão

Portanto, podemos concluir que um exame grafotécnico serve justamente para averiguar a autencidade de assinaturas, documentos e etc.

Logo, o trabalho do perito grafotécnico consistente em analisar com exatidão e minuciosamente a grafia de uma pessoa, com o intuito de determinar se é autêntica ou fraudulenta.

Para que o perito realize esse exame, é necessário contar com diversas ferramentas e equipamentos científicos que o auxiliam durante o processo, bem como possuir paciência e dedicação, pois o trabalho pode levar horas.

Por fim, o que achou do artigo? Ainda possui alguma dúvida referente ao conteúdo? Então deixe o seu comentário!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui